Loading

EU PROFETA

Dizes-me com quem andas

Que te mandarei um tuíte

Carregado de nuvens

Alvissareiras ministeriais 

Com arrogância e tudo 

Que acompanha a receita

De nomes pomposos

Compaixão liberdade

Igualdade eternidade

Fealdade profecias

Teimosias imprevidências

Reformadas em lamas.

Extintos seremos

Sem mais nem menos

Baratas pré-históricas

Recitando rezas midiáticas

Povoarão os desertos

Ao fugir entre galinhas

Famintas 

Baralhos marcados

De apostas sorridentes

Comporão castelos

Desmoronantes.

Depois?Sem omelete

O ovo pôs nova galinha.