Loading

O SHOW DO SÉCULO

Divisão do espólio em silêncio

Engendra governabilidade.

Fantasmas brigam entre si

A turba torce e ri e chora

Pelos seus santos sorridentes.


Votadas as procurações

Já dançam as cadeiras 

Dos auxílios residência


Oitenta maribondos ferram

O chefão olha para o lado.

O relógio perdeu a corda

Não se sabe mais a hora

De começar a grande festa.

Os instrumentos desafinam

A chuva lava o terreiro treme.